A cidade de Machico

Rubricas[Fotos] [Apresentação] [Localização] [Visitas] [Cultura] [Informações práticas] [Outros assuntos]

[Página inicial] [Assunto ascendente] [Assunto seguinte] [Via Gallica]

Página editada

ApresentaçãoApresentação

Apresentação geralGeneralidades
. Clicar para ampliar a imagem.Machico em 1940. Cliquer pour agrandir l'image.Machico é situado ao mercado de um amplo pequeno vale cultivado, talvez mais bonita a paisagem agrícola da ilha de Madeira, a cidade é separado em duas aglomerações ribeira da Machico: a velha cidade, ao oeste do rio, e o porto ao leste.
EtimologiaEtimologia
De acordo com a tradição, Zarco ele mesmo deu o nome de Machico à esta baía, porque teria encontrado aqui o túmulo de Robert Mac Kean (ou Machim) e de Anne de Orset. Com efeito, certo Machico era oficial à bordo da embarcação que encomendava Zarco e é à ele que o sítio deveria o seu nome.

SituaçãoSituação

O vale de Machico visto desde o Quinta da Junta à Santo Da Serra. Cliquer pour agrandir l'image.Machico situa-se à 26 Km ao leste Funchal. A cidade ocupa uma pequena baía ao mercado do largo e fértil vale ribeira de Machico.

VisitasVisitas

Igreja de Nossa Senhora da Conceiçao
A igreja paroissiale de Machico, a igreja Nostra Senhora da Imaculada Concepção, construída à instigação de Branca Teixeira, a esposa do capitão e legado do leste de Madeira, foi, como a maior parte das igrejas de Madeira “baroquisée” ao XVIIe-XVIIIe século. Reencontra-se o vestígio do gótico manuélin sobre a fachada na presença de um fino portal aos arcos géminés.

Na frente da igreja, uma estátua de Tristão Vaz Teixeira, inaugurado em 1972, recorda o primeiro capitão e legado do leste da ilha.

Igreja São João Baptista
A igreja paroissiale Santo Jean, uma construção manuéline edificada no fim do século X (1499), cria-se sobre o lugar da velha cidade plantada de plátanos. É furada de uma bonita rosácea e um portal ornado de capiteis esculpidos de cabeças de animais. Sobre a sua face lateral, presente do rei Manual 1, o portal é constituído de arcos de lava géminés apoiados por colunas de mármore branco; é um puro exemplo do exuberante estilo arquitectural que leva o seu nome.

A nave, coberta de um interessante teto pinta, é flanqueada de capelas; a de esquerda, a capela São João Baptista, abre-se sob uma arcada manuéline e protege os túmulos capitão-donataires. O rei Manual 1 ofereceu igualmente a estátua do virgem que pode-se ver acima do altar.

Capela de São Roque
À extremidade da avenida protegida que limita o porto ao oeste, a capela Santo Roch, fundado por Teixeira em 1489, foi reconstruída no estilo barroco em 1739: os seus magníficos azulejos reconstituem a vida de santo Roch, guérisseur da peste. Uma fonte mineral salta lado.
Capela costas Milagres
Eventualmente a ponte sobre ribeira de Machico, entra-se em Banda de Alem, pitoresco o bairro dos pescadores, situado ao leste do rio. Sobre o grande lugar pavimentado e protegido de plátanos abre-se a fachada da pequena capela dos Milagres. A igreja teria sido construída sobre o lugar do túmulo do legendário Machim (Coisa em francês…).

Tristão Vaz havia de construir uma capela a partir de 1420, sem dúvida mais a velha igreja de Madeira. Destruída por um tornado em 1803, foi aumentada e o seu portal ogival manuélin foi entregue em lugar.

A capela queimou ao XVIIe século e a igreja, que lhe sucedeu, foi devastada ao início do XIXe século por uma inundação. O mar levou Christ à Cruz de madeira que foi reencontrada muito tempo após, como por milagre, de deriva sobre as ondas. Orna atualmente o altar da capela reconstruída em 1815 e os De Madeira atribui-lhe o poder de fazer milagres.

Aquando da reconstrução, em 1829, um Inglês, Robert Página, pretendeu ter reencontrado a Cruz de cedro que tinha sido colocada sobre o túmulo dos dois amantes de Machico. Um fragmento de esta faz o objecto de uma peregrinação que atrai ao mês de Outubro todos os habitantes dos arredores.

Forte de São João Batista
O discreto Forte Santo Jean Baptiste protege a extremidade nordeste do porto; edificado em 1708, comunicava com outro extremamente dentro da baía pela ignição de fogos.
Pico do Facho
Em retirada do lugar, as pistas escalam para a colina, entre as pequenas casas pintadas de turquesa ou de rosa. Indo para a ponta do balanço ao pé do monte Facho, pode-se assistir ao trabalho dos carpinteiros que reparam as embarcações de pesca sobre a greve de rolos. É ao pé do balanço, onde elabora-se extremamente, que o desembarque de Zarco e Teixeira teria tido lugar.

História e tradiçõesHistória, literatura, artes, tradições, legendas, religiões, mitos, símbolos…

HistóriaHistória
Machico pode afirmar o seu estatuto de primeira aldeia de Madeira, porque é à Machico que desembarcaram, em 1419, Zarco e os seus companheiros. O ano seguinte, o seu companheiro, o capitão e navegador portugueses Tristão Vaz Teixeira, recebeu infant Henri a direção da capitania de Machico, e governou a metade está da ilha.
Dezenas de anos anteriormente, uma tempestade tinha feito de encalhar o casal de namorados inglês Anne Dorset e Robert Machim sobre a costa. Anne morreu de esgotamento e Robert suicida de desespero. Zarco teria encontrado na baía uma Cruz gravada dos seus dois nomes e fez construir, em 1420 e a sua memória, capela costas Milagres.
PersonagensPersonagens
A estátua de Tristão Vaz Teixeira elabora-se oposto da igreja paroissiale século X.
EconomiaEconomia
Machico é um dos centros de construção naval de Madeira e pode-se ver, sobre a praia, progredir o trabalho de fabrico de novas embarcações ou demolição de antigos, estes últimos destinados à ruptura. Se constroem regularmente grandes thoniers (graças às subvenções da UE), para substituir a velha frota.

Outros assuntosOutros assuntos

Filiação do assunto
Assuntos mais detalhados
A aldeia de Porto da Cruz
A aldeia de Caniçal
A aldeia de Água de Pena
Assuntos próximos
A cidade de Machico
A cidade de Santa Cruz
Assuntos mais largos
Página inicial
A ilha de Madeira
A costa setentrional de Madeira
A costa oriental de Madeira
A costa meridional de Madeira
A costa ocidental de Madeira
O interior de Madeira
A ilha de Porto Santo
As ilhas Desertas e Selvagens
[Assunto ascendente] [Assunto seguinte] [Página inicial] [Madeira] [Via Gallica]
Buscar sobre este Sítio :
Buscar sobre a Tela :
Recomendar esta página :
Recomendar este sítio :
AlbanieAllemagneAngleterreArméniePays basqueBiélorussieBulgarieCatalogneCroatieDanemarkEspagneEstonieFinlandeFranceGalicePays de GallesGéorgieGrèceHongrieIrlandeIslandeItalieEmpire romainLettonieLithuanieMacédoineMalteNorvègePays-BasPolognePortugalRoumanieRussieSerbieSlovaquieSlovénieSuèdeTchéquieUkraïne
Se atingir este quadro diretamente, clicar nesta ligação para revelar os menus.