A bandeja de Paúl da Serra

Rubricas[Fotos] [Apresentação] [Localização] [Visitas] [Cultura] [Informações práticas] [Outros assuntos]

[Página inicial] [Assunto ascendente] [Assunto seguinte] [Via Gallica]

Página editada

ApresentaçãoApresentação

Apresentação geralGeneralidades
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.A bandeja desolada de Paúl da Serra é imensa uma extensão plana e lunar perfeitamente horizontal (de 1.410 à 1.440 m); estende-se sobre um cerca de trinta de km². A paisagem, aqui, recorda o das sombrias planícies escocesas que desaparecem frequentemente na bruma ou as nuvens: nõ sese entendem que o barulho do vento e, eventualmente, os bêlements dos carneiros pretos…

Este “pântano” é inundado em inverno: a água infiltra-se nesta estação, enquanto que evapora-se em verão.

É também a encruzilhada de pistas, de estradas e de caminhos que permitem fazer excursões no centro da ilha de Madeira.

EtimologiaEtimologia
Paúl da Serra: palud da montanha, o pântano da montanha.

SituaçãoSituação

A bandeja de Paúl da Serra domina ao norte a comuna de Calheta; as suas águas alimentam a central hydro-électrique desta cidade a partir de um tanque.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).

VisitasVisitas

Vertente do norte
A costa do norte vista desde a bandeja de Paúl da Serra à Bica da Canã. Cliquer pour agrandir l'image dans dans Fotolia (nouvel onglet).
Vertente leste
A vertente é domina o colo do Encumeada.
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
Vertente do sul
A estrada entre Paúl da Serra e Boca da Encumeada domina a vertente do sul da ilha, oferecendo muito bonitas vistas sobre as cimeiras que pendem sobre a costa plantada de bananeiras.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
Lombo do Mouro
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).. Clicar para ampliar a imagem.
. Clicar para ampliar a imagem.. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
Vertente ocidental
A vertente ocidental da bandeja abre-se na região de Rabaçal sobre o vale Ribeira da Janela.
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).
Passeios
Perfeitamente preservado, Paúl da Serra é um pequeno paraíso para os caminhantes ávidos de grandes solidões, sobretudo devido à sua natureza árida e desnudada assim diferente do resto da ilha; numerosos caminhos sulcam a bandeja cintada de uma renda de cimeiras (refúgios Rabaçal, de Estanquinhos, de Bica da Canã e Lombo do Mouro).

Devido às brumas muito frequentes que descem abruptamente, os caminhantes têm interesse a fazer-se acompanhar por um guia experiente. Um dos caminhos empresta ao túnel (furado das Levadinhas), longo de 600 m (lâmpada eléctrica indispensável) que passa sob a crista central da ilha, orientado está oeste e formando a linha de divisão das águas.

A vegetação compõe-se de fetos e camas de espuma; curvada, enfezado, a urze arborescente tem apesar de qualquer cabeça ao vento que sopra permanentemente: coberturas de nevoeiro e nuvens aplanam frequentemente acima do solo.

História e tradiçõesHistória, literatura, artes, tradições, legendas, religiões, mitos, símbolos…

EconomiaEconomia
O Paúl serve de pasto: felizes carneiros e há à sua vontade enquanto que por toda a parte noutro lugar, os animais dispõem apenas de estreitos paiheiros.
Um parque de aerodínamos produto da energia eléctrica, aproveitando os ventos quase permanentes da bandeja.
. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).. Clicar para ampliar a imagem em Fotolia (novo guia).

InformaçõesInformações práticas

HotéisHotéis
Pico da Urze

Outros assuntosOutros assuntos

Filiação do assunto
Assuntos mais detalhados
Assuntos próximos
A bandeja de Paúl da Serra
O pico do Arieiro
O pico Ruivo
Assuntos mais largos
Página inicial
A ilha de Madeira
A costa setentrional de Madeira
A costa oriental de Madeira
A costa meridional de Madeira
A costa ocidental de Madeira
O interior de Madeira
A ilha de Porto Santo
As ilhas Desertas e Selvagens
[Assunto ascendente] [Assunto seguinte] [Página inicial] [Madeira] [Via Gallica]
Buscar sobre este Sítio :
Buscar sobre a Tela :
Recomendar esta página :
Recomendar este sítio :
AlbanieAllemagneAngleterreArméniePays basqueBiélorussieBulgarieCatalogneCroatieDanemarkEspagneEstonieFinlandeFranceGalicePays de GallesGéorgieGrèceHongrieIrlandeIslandeItalieEmpire romainLettonieLithuanieMacédoineMalteNorvègePays-BasPolognePortugalRoumanieRussieSerbieSlovaquieSlovénieSuèdeTchéquieUkraïne
Se atingir este quadro diretamente, clicar nesta ligação para revelar os menus.